terça-feira, 16 de novembro de 2010

Melhor é ouvir a repreensão do sábio, do que ouvir alguém a canção do tolo . (Eclesiastes 7:5)

Um homem estava triste e desanimado,sua mulher havia deixado d ama-lo,levantou da cama e vestiu-se naquela manhã d domingo, sem nada pra fazer saiu d casa e andou sem rumo, até aquele dia nunca tinha reparado como era penoso viver sem amor, depois d andar durante horas sentou-se á sombra d uma árvore em um banco d praça c/ a, cabeça baixa ao seu lado sentou-se um homem q pelo seu aspecto pareceu-lhe um mendigo quase se levantou pra seguir o seu caminho + o sorriso do homem o reteve, aos poucos se estabeleceu um dialogo e uma animada conversa q se estendeu por horas finalmente o marido se levantou e deixou dinheiro na mão do mendigo!Sua postura já estava diferente, agora c/ passo firme voltou pra casa tomou banho fez a barba e se vestiu c/ todo cuidado, saiu sem dar explicaçôes á sua mulher q já ñ o amava se mostrou levemente curiosa c/ á sua nova atitude voltou á noite bem tarde na volta vestiu um shorts calçou tênis e fez uma caminhada noturna dormiu e acordou c/ excelente disposição, no dia seguinte foi igual,talvez melhor sua mulher q ñ o amava e seus filhos se surpreenderam, parecia ter perdido á tristeza ganhara uma força e uma elegância q á familía nunca antes tivera notado, continuou a ser gentil c/ a mulher + nunca + lhe pediu desculpas ou explicaçoes nem exigiu q fizesse amor c/ ele,passaram-se semanas e a atitude do marido continuava firme e a disposição otimista instalou-se d vez, a mulher sentia-se cada vez + intrigada c/ a mudança miraculosa do marido e teve + simpatia por suas novas atitudes sábias e moderadas embora ela percistisse em ñ amalo, ele melhorava seu despenho como pessoa e como pai, agora os seus amigos o procuram, era evidente q tinha se transformado em homem sábio quanto a mim sou um sujeito profundamente curioso, fui a mesma praça onde estivera o marido a fim d encontrar o mendigo pude reconhese-lo imediatamente sem vasilar sentei-me a seu lado, apresenteime e perguntei o q ele tinha dito ao marido, sorrindo ele respondeu: "Ah,lembro, ñ dei grande conselho,disse-lhe apenas q c/ a experiencia d mendigo aprendi q nunca se deve pedir dinheiro e pelas mesmas razoes jamais se deve suplicar amor, essas são 2 coisas q sempre nos negam quando a pedimos", e acresentou:
"O dinheiro a gente trabalha e ganha, o amor se conquista"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.