sábado, 13 de agosto de 2011

E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.
( JR 29:13 )

"Escuta Deus: jamais falei contigo... hj quero saudar-te... bom dia! Como vais? Sabe, disseram q tu ñ existes e eu acreditei q era verdade;nunca havia reparado a tua obra, ontem à noite... da trincheira rasgada por granadas vi teu céu estrelado e compreendi então q me enganaram... ñ sei se apertarás minha mão, vou te explicar e hás d compreender. É engraçado: neste inferno hediondo achei a luz para enxergar teu rosto. Dito isto já ñ tenho muita coisa a te contar: só q... tenho muito prazer em conhecer-te. Faremos um ataque à meia noite, ñ sinto medo, Deus sei q tu velas... Ah! É o clarim! Bom Deus devo ir-me embora. Gostei d ti... vou ter saudades... quero dizer: será sangrenta a luta bem o sabes e esta noite pode ser q vá bater-te à porta! Muito amigos ñ fomos é verdade, +... sim estou chorando! Vês Deus penso q já ñ sou tão mau. Bem Deus tenho que ir. Sorte é coisa bem rara: juro porém... já ñ receio a morte." Veio a morte q já ñ temia, do soldado estraçalhado por uma granada... estava intacta apenas uma folha d papel c/ esta oração. E vç vai esperar até quando ? Até quando vç ira compreender o quanto DEUS t ama ? Até quando vç ira admirar e comtemplar tudo o q DEUS tem posto em sua vida ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.