sexta-feira, 30 de setembro de 2011

E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém. ( MT 6:13 )

Cair em tentação significa sermos levado pelo maligno a agir independente d Deus e a crermos q o q somos e o q recebemos em Deus ñ é suficiente. É crer e agir c/ a convicção d q seremos e teremos algo somente se resolvermos a situação dessa falta c/ a nossa própria força. Adão e Eva foram as primeiras pessoas a caírem em tentação. O maligno os levou a crer q poderiam ser como Deus simplesmente se decidissem ser. Segundo Satanás o resultado d agir por conta própria comendo o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, os levaria a serem como Deus e a terem o Seu poder. Cair na tentação é o oposto d viver pela fé. Quando vivemos pela fé vivemos o q somos e o q temos em Deus. Viver pela fé é viver da abundância do q Deus é e do q Ele nos oferece continuamente. Quando caímos em tentação somos enganados e começamos a crer e a agir c/ a idéia d q para sermos ou termos algo, nosso esforço é a chave do sucesso. O maligno nos leva a crer q a graça Divina ñ nos parece suficiente. A religião é muitas vezes a forma + destrutiva da tentação. Ela muitas vezes nos ensina q podemos ser ou ter algo se produzirmos a nossa identidade e abundância pelas obras religiosas. A religião sempre enfatiza o q ñ somos e o q ñ temos. A fé sempre nos diz q tudo o q somos e temos está em Deus. Jesus foi tentado + nunca caiu em tentação. Como o ‘último Adão’ ele precisava vencer a tentação no poder do seu Pai. Diferentemente do 1° Adão, Jesus nunca fez nada para ser ou ter + do q aquilo q recebeu d seu Pai. Jesus recebeu a sua identidade e o seu agir do Pai. Assim, ele amou sem parar. Ele nunca pecou pq nunca caiu em tentação. Foi este amor contínuo q ñ deixou Jesus cair na tentação. Seremos livres da tentação se permanecermos no amor d Jesus, assim como Ele permaneceu no amor d seu Pai. Nossa libertação da tentação vem quando estamos permanecendo em Cristo, assim recebemos a nossa identidade e a nossa riqueza para ser e fazer o q precisamos. O q a Videira é eu sou. O q a Videira tem, eu receberei. Este relacionamento sem barreiras c/ Jesus é o q me permite ñ cair na tentação e, assim, amar quem eu preciso amar. Jesus em nós é a resposta da oração “E ñ nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal.” O q Jesus é, vç é. O q Jesus tem, chega a vç neste momento e na hora certa. Tenha fé nestes fatos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.